O curioso benefício em falhar (Parte I)

Algum tempo atrás eu estava auxiliando um projeto de inovação. Esse estava correndo contra o tempo, já que junto conosco, outra empresa estava buscando uma solução para o mesmo problema do cliente. A ordem era que fosse utilizado uma ferramenta específica da empresa durante a concepção da nova solução. Até então tudo bem, qualquer um poderia imaginar, no entanto o principal problema com esta diretiva era que o software não funcionava para o cenário do cliente. Durante dias a equipe de desenvolvimento tentou resolver os problemas da ferramenta e mesmo assim não tiveram resultados positivos. Todos estavam exaustos e frustrados já que ninguém sequer havia começado a trabalhar no projeto em si, quando foi dada a ideia de a equipe trabalhar no principal problema e deixar a ferramenta de lado. Assim que a ideia fora posta em prática os resultados começaram a aparecer. Agora a equipe trabalhava com um objetivo, atacar os maiores problemas em sua frente e criar uma solução cada vez mais eficiente. Tudo estava indo muito bem, quando ouvimos que o cliente havia fechado com a outra empresa. Todos ficamos arrasados. Agora que tínhamos chegado tão longe iríamos fracassar? Nunca vamos saber se tivéssemos focado desde o início nas falhas principais do projeto teríamos ganhado esta corrida. Sabíamos que o nosso produto era bom, afinal ele conseguira sobreviver a todos os problemas que o colocamos à prova.

“Se você não está falhando pelo menos 90% das vezes, você não está mirando alto o suficiente.”

– Alan Kay

Confesso que a primeira vez que ouvi a citação acima e revi a história deste projeto me perguntei se estava pensando claramente. Temos como hábito falarmos dos casos de sucesso. Ninguém mais toca no assunto do Google Glass, no entanto os carros autômatos são cada vez mais vistos nos noticiários. Com isso acabamos deixando de ver os reais benefícios de focarmos nas grandes falhas de cada projeto e assim criamos um ambiente de trabalho que o único resultado aceito é o sucesso. É claro que todos queremos vencer, mas em um lugar, onde a falha não pode ser cogitada, abrimos lugar para a insegurança e ansiedade de qualquer profissional. Hoje mais de 18% dos adultos nos EUA já sofrem de ansiedade de acordo com o estudo realizado pela National Institute of Mental Health. Sabemos que um projeto ideal deve, no final, ter sucesso. Com este pensamento acredito que ao tentarmos resolver as principais falhas de um projeto geramos confiança no produto e naqueles que trabalham com ele, afinal quanto mais o projeto “sobrevive” às iterações mais consistente ele se torna. Abrindo a possibilidade de focar nos pontos fracos de um projeto também adquirimos um ambiente em que a perspectiva dos participantes constantemente está mudando. Quando enfrentamos grandes desafios, temos a tendência de dar um passo para trás e procuramos  reavaliar a situação e encontrar novas soluções. No final todos acabam ganhando no quesito de esforço, já que ao confrontamos um desafio insuperável e iterar sobre ele por algum tempo, conseguimos tomar a decisão de continuar ou não o projeto.

No final da história conseguimos uma oportunidade de apresentar a nossa solução para o nosso cliente. Este por sua vez acabou gostando do nosso produto e em uma reviravolta dos fatos decidiu seguir com a nossa solução pelos próximos meses. Ao deixar a equipe trabalhar com o que era realmente importante, permitimos que ela acreditasse no produto e lutasse por ele.

Gostou do texto? Deixe seu comentário abaixo! E fique de olho no blog que semana que vem irei abordar possíveis formas de facilitar que sua equipe também trabalhe em cima das falhas sem medo.

Até logo e obrigado pelos peixes!

Um comentário sobre “O curioso benefício em falhar (Parte I)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s